Consultores do Ceará 2050 apresentam diagnóstico qualitativo

Na manhã desta segunda-feira (5) os consultores dos estudos setoriais especiais da Plataforma Estratégica de Desenvolvimento de Longo Prazo – Ceará 2050 estiveram reunidos no auditório da Secretaria do Planejamento e Gestão (Seplag) para realizar as apresentações dos diagnósticos qualitativos. As atividades irão até quinta-feira (8) e contemplarão os 18 temas que compõem essa dimensão do diagnóstico.

Consultores de 18 temas terão até quinta-feira para apresentar os diagnósticos qualitativos das respectivas áreas. Este não foi um momento aberto à sociedade por se tratar de uma etapa do trabalho dos consultores. Em breve, com os ajustes feitos e os dados consolidados dos estudos quantitativos e qualitativos, o diagnóstico será apresentado de forma ampla e abrangente para a sociedade cearense.

O primeiro dia de evento contou com a participação dos consultores das áreas da Educação, Agropecuária, Recursos Naturais e Ecológicos, e de Serviços. Eloísa Vidal, professora da Uece, umas das consultoras para a educação do Ceará 2050, abriu os trabalhos. Após a apresentação do estudo houve a coleta de contribuições e sugestões de ideias para a pesquisa do setor. A socióloga Rosana Garjulli é a mediadora do encontro, juntamente com o professor Francisco Carlos Bezerra e Silva, Cacá Pitombeira, consultor do Instituto de Planejamento de Fortaleza (Iplanfor).

Ceará 2050

O Plano Estratégico de Desenvolvimento de Longo Prazo – Ceará 2050 tem o objetivo de traçar estratégias para acelerar o crescimento econômico estadual nas próximas três décadas e atender, de forma mais eficiente, às expectativas da sociedade pela oferta de serviços essenciais – saúde, educação, abastecimento de água, segurança pública e geração de emprego e renda. A iniciativa parte da constatação de que, apesar dos esforços de sucessivos governos cearenses comprometidos com a boa governança, o Estado do Ceará precisa avançar de forma mais acelerada para atender às crescentes demandas sociais. O Ceará 2050 tem a coordenação da Universidade Federal do Ceará (UFC) e outros centros acadêmicos que tem responsabilidade de reunir as melhores contribuições regionais, nacionais e até internacionais para refletir sobre o que os cearenses desejam para 30 anos.

A Plataforma Ceará 2050 objetiva pensar o futuro do Ceará em curto, médio e longo prazo. Ao final da elaboração da Plataforma, em dezembro deste ano, um portfólio de projetos contemplará ações que se iniciam em 2019 e seguem ao horizonte de 2050.

O diagnóstico

A primeira etapa do diagnóstico será entregue em março e reunirá os dados quantitativos e qualitativos, estes últimos agrupados em 18 estudos setoriais especiais, sendo eles: Educação; Saúde; Ciência, tecnologia e inovação; Transporte e logística; Energias; Recursos hídricos e saneamento; Segurança pública e justiça; Recursos naturais e ecologia; Agropecuária; Serviços; Indústria; Sistema político-institucional; Movimentos e redes sociais; Esporte; Rede espacial-urbana e território rural; Cultura; Turismo e Projetos e empreendimentos estruturantes.

Serviço:

Apresentação dos Estudos Setoriais Especiais do Diagnóstico Qualitativo do Ceará 2050
Datas: 05 a 08 de fevereiro de 2018
Hora: 9h às 12h e 13h30 às 16h40
Local: Auditório da Seplag